No Refis, JBS vai ‘poupar’ R$ 1,1 bilhão

A JBS decidiu aderir ao Programa Especial de Regularização Tributária (“PERT”), relacionado a débitos de INSS, PIS, Cofins, e IR/CSLL. A dívida da empresa referente a esses tributos e incluída no programa soma R$ 4,2 bilhões.

Conforme comunicado da companhia, 20% do valor bruto dos débitos será pago em parcelas mensais até dezembro de 2017, totalizando R$ 1,1 bilhão; os débitos no âmbito da Receita Federal serão quitados à vista com a utilização de créditos tributários, totalizando R$ 1,6 bilhão; e os débitos de competência da Procuradoria Geral da Fazenda serão quitados em 145 parcelas mensais e sucessivas a partir de janeiro de 2018, totalizando R$ 1,5 bilhão.

Para estes débitos, o valor parcelado considera reduções de 80% dos juros de mora, 50% das multas de mora e de ofício e 100% dos encargos legais. Os valores parcelados sofrerão atualização pela taxa Selic e a adesão ao PERT representa uma economia total de aproximadamente R$ 1,1 bilhão, de acordo com informações da companhia.

A adesão ao programa, incluindo as reduções e provisões já constituídas, deverá causar um impacto negativo no lucro líquido da empresa no terceiro trimestre deste ano de R$ 2,3 bilhões aproximadamente. Daí porque as ações da empresa registraram queda de 4,8% ontem B3.

Fonte: Valor Econômico, adaptada pela Equipe BeefPoint.