Programas

A cadeia agroindustrial da carne bovina é muito importante para o Brasil. Além de estar presente em praticamente todo o território nacional, gerando empregos, renda e tributos para cidadãos, empresas e governos, as exportações de carne bovina representam para o saldo positivo da balança comercial brasileira e para o desenvolvimento do país, sem falar que esta atividade oferece uma das melhores fontes de proteína para a alimentação e nutrição da população brasileira.

O Brasil tem o maior rebanho comercial, é o segundo maior produtor, maior exportador e o quarto maior consumidor per capita de carne bovina do mundo. Toda essa performance somente tem sido alcançada graças a uma revolução silenciosa que tem acontecido no campo, nas indústrias e no comércio em prol do aumento da produção com melhoria da qualidade higiênico-sanitária e socioambiental da carne bovina brasileira.

São bastante elevados os investimentos em boas práticas de produção realizados pelo produtor rural, especialmente na genética, nutrição, manejo e sanidade, bem como na manutenção/reposição de reserva legal e das áreas de preservação permanente, e no cumprimento da legislação trabalhista para seus empregados.

De igual modo, a indústria tem cumprido todos os requisitos impostos pelo poder público e as mais rigorosas exigências dos mercados nacional e internacional no que tange à qualidade e segurança alimentar.

Já o comércio, por sua vez, vem acompanhando esse processo e se modernizando de tal maneira que ficou muito mais fácil para o consumidor comprar carne de boa procedência, com qualidade e preço baixo.

No entanto, o segmento ainda convive com a ilegalidade praticada na forma de danos ambientais, descuido com a sanidade animal, trabalho escravo, roubo e furto de gado, sonegação fiscal e desrespeito à saúde pública e aos direitos do consumidor.

Esse mercado informal e clandestino que chega a mais de 30% do total causa enorme prejuízo ao Brasil. No plano internacional, a imagem da atividade fica abalada, o produto é depreciado e o país sofre severas restrições comerciais.

No plano local, a parte organizada, legal e responsável do mercado pena com a dura concorrência desleal, além de ter que pagar caro pelos males causados por devastadores, ladrões, sonegadores e incompetentes.

A natureza é agredida, doenças dos animais não são erradicadas, trabalhadores são privados dos seus direitos, produtores tem seu patrimônio subtraído, governos deixam de arrecadar impostos e os consumidores são contaminados e enganados.

O que acontece é que os consumidores, de boa fé, mas desinformados e atrás de preços ligeiramente menores, deixam de comprar a carne legal e tornam-se financiadores da ilegalidade, atraindo para si e suas famílias males que farão custar caro a pequena economia feita.

Neste sentido, considera-se uma prioridade do setor agropecuário e uma questão de justiça distinguir quem faz corretamente. Ideal seria se o poder público fosse capaz de eliminar ou pelo menos reduzir ao mínimo o mercado clandestino, abrindo esse espaço para a grande maioria dos bons agentes de produção.

Como isso não ocorre, a alternativa mais razoável e viável para o combate a este mal é estabelecer uma clara diferenciação entre os produtos daqueles que primam pela legalidade e qualidade, e os demais que insistem em sobreviver na ilegalidade.

Identificando a carne produzida corretamente e informando ao consumidor suas inúmeras vantagens será possível contar com esse mesmo consumidor para rejeitar os maus produtos e, assim, banir definitivamente a clandestinidade.

Analisando a carne bovina brasileira, pode-se listar diversos aspectos que a fazem um produto de altíssima qualidade e sua produção perfeitamente comprometida com importantes valores da sociedade mundial.

Com o propósito de reconhecer e valorizar esse conjunto de características positivas deste importante produto nacional é que a União Nacional da Indústria e Empresas da Carne (Uniec) está instituindo a marca Carne Natural do Brasil para identificar, com um selo de qualidade, o produto que reunir tais características.